domingo, 8 de março de 2009

Eu volteeeeeei, agora pra ficaaaaaaar...

...Porque aquiiiii, la la la ri la rááááá!

Olá meu povo!
Depois de alguns meses de ausência, férias merecidas dos meus blogs e e-mails pedindo atualização, estou de volta com todo gás. Então, vamos atualizar tudo o que aconteceu nesses dois meses:

Campus Party - 2ª parte

Eu consegui! Eu consegui ficar até o final do evento, entre reclamações e alegrias, eu fui guerreira e nem a doce lembrança da minha cama macia me fez desistir... Me segura que agora eu tô O BICHO! Comentando as partes mais importantes do evento:

1) A estrutura: Esperava mais... bem mais. A programação dos debates e oficinas é muito legal, a rede de contatos que você faz é sensacional e a quantidade de informação adquirida é tudo. Mas a estrutura poderia ser feita com um pouquinho mais de cuidado, porque a poluição sonora tirava qualquer monge budista do sério.
2) Mico meu: Na verdade micos... Claro, não poderia passar por esse evento sem passar vergonha, minha marca registrada. Não levei casaco pra São Paulo e ficava andando enrolada em um edredon que nem desabrigada. Tropecei em todas as dobras do carpete do evento, tentei fazer amizade com a galera da Robótica e fui solenemente ignorada... Mas o melhor mico de todos foi quando cheguei bêbada (claro) de um happy hour fora da Campus Party e cismei de tomar banho de madrugada naquele chuveiro comunitário. Feliz da vida, enfiei debaixo do chuveiro cantando "Pro dia nascer feliiiiiiiiiiiiiiiz"... Quando fui pegar minha toalha... CADÊ MINHA TOALHA? 
Claro! Esqueci na barraca. Voltei que nem gatinha molhada com a roupa encharcada no corpo, batendo queixo de frio. Cena de filme de comédia pastelão.
3) Desafio Axe: A gente é chique que dói, sabe? Ganhamos o desafio Axe no ultimo dia e passamos a noite na Barraca deles... com colchonete (UHUUUUL), Televisão, DVD, Guitar Hero (Tô craque, Brasil!) pizza e tudo mais... no final das contas, virou festinha da nossa turma e fizemos uma transmissão ao vivo pela internet, enquanto os garotos davam mais atenção ao videogame do que pra gente... hahaha.

Meeeeeeeeeeu aniversário

Juntei uma turminha do barulho, fomos pra um barzinho e enchemos a cara. Saí de lá rindo de tudo e de todos, desfilando bonita os meus 24 anos... Ai Deus, tô ficando velha. É... eu sei... não avisei pra ninguém o dia. MWAHUAHUAHUA

Carnaval

Odiei o carnaval do Rio... Juro por Deus.
Social demais, os blocos duravam 2 minutos e depois ficava um monte de gente parada na rua olhando pra cara do outro. Sabe baile da escola que tem nego que se finge de bêbado? Tive a mesma sensação! Daí me sobrou encher a cara de verdade e rir das minhas amigas que se divertiram de verdade e tinham histórias ótimas pra contar. 
E todas as vezes que enchi a cara e depois não tinha nada pra fazer, eu entrava numa "bad"  absurda e começava a chorar, que o mundo é injusto, que todo mundo me odeia, que eu sou fracassada, etc etc etc. 
No final das contas, todo mundo já estava me zoando com a frase "Depois das 21h, tire a Priscila da rua" e ganhei um rímel a prova d'agua de presente da Lívia. Deveria vir escrito: "Lembrança do carnaval 2009".


Depois das atualizações, chegamos ao momento atual. Muitas histórias, muitos programas de índio, muitas novidades... Esperem pelo próximo post! E juro que será ainda nessa semana... (aleluiaaaaaaaa)
Beijão!


3 comentários:

Leandro Ravaglia disse...

Em um evento de nerds, nada absurdo com os seus micos. Depois que eu soube q tinha "pitnerds" querendo pegar de porrada o guri que tava cantando rap lá, sair molhada do banheiro é mole.

Parabéns pelos 24. E fica a dica: você só vai começar a ficar velha no aniversário do ano que vem. Mentalize isso todos os anos. rsrs

Incógnito incongruente disse...

Priscila,

Nunca te vi
sempre te amei

quem serei?

Priscila Freitas disse...

Leandro Ravaglia:
Pois é, isso foi ridículo... aconteceram outro probleminhas no evento também que eu fiquei bem espantada, mas no geral foi bem legal. Principalmente pelas pessoas. E sobre ficar velha, não quero falar nesse assunto... HAHAHA


Incógnito incongruente:
Num sei, mas se apresenta aí que eu sou legal! hahahahha